web analytics

CIGARRO DE PAI PARA FILHOS…E NETOS! O TABAGISMO PATERNO PODE CAUSAR DANOS ATÉ A TERCEIRA GERAÇÃO

Daniel Mendes Filho, Patrícia de Carvalho Ribeiro, Rodrigo R Resende, Ricardo Cambraia Parreira

Edição Vol. 5, N. 12, 24 de Dezembro de 2018

DOI: http://dx.doi.org/10.15729/nanocellnews.2018.12.24.004

C:\Users\Daniel\Dropbox\Instituto Nanocell\Jornal Nanocell News\Daniel\(ideia) Texto Cigarro de pai para filhos, netos, bisnetos\baby-passive-smoking.jpg

Fonte: https://www.beingtheparent.com/dangers-passive-smoking-baby/

Não é novidade para ninguém os malefícios que o hábito de fumar causa à saúde, como doenças cardiovasculares e câncer de pulmão. Para piorar, os produtos contendo tabaco (cigarros, charutos, cachimbos e etc.) possuem um ingrediente psicoativo (que tem efeito sobre a mente e o comportamento) altamente viciante: a nicotina. Essa combinação de malefícios e elevado potencial de promover vício é o que torna o tabagismo tão mortal – segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) cerca de 7 milhões de pessoas morrem por ano devido ao tabaco, sendo que dessas aproximadamente 900 mil são fumantes passivos (1) (exatamente caro leitor não fumante, compartilhar daquela fumaça generosa que alguns fumantes espalham em locais públicos fechados tem consequências). Se ainda assim você não estiver (mais ainda) convencido do potencial destrutivo dos derivados de tabaco, cientistas descobriram que os efeitos danosos deles talvez possam ser herdados pelos filhos e netos de homens tabagistas (2).

O consumo de tabaco pelas mulheres durante a gravidez é reconhecidamente destrutivo – graças em parte aos efeitos da nicotina, que induz a um retardo no crescimento e desenvolvimento mental do feto (3). Porém, ninguém imaginava até então que o consumo masculino pode afetar os descendentes. E sim, ele pode!

Deirdre M. McCarthy, Pradeep G. Bhide e outros cientistas estadunidenses deram a camundongos machos adultos água contendo 200 microgramas/ml de nicotina (uma dose considerável para esses animais). Após ingerirem a água com nicotina por 12 semanas, os animais foram colocados para cruzar com fêmeas não expostas à nicotina. Os filhos desses casais (geração F1) não foram expostos à nicotina e, ao atingirem a idade adulta, foram cruzados com animais também não expostos (formando a geração F2, os netos dos “camundongos fumantes”). Os animais F1 e F2 passaram por vários testes: genéticos, comportamentais, de memória e aprendizado – dentre eles teste de atividade locomotora espontânea, testes em labirintos. Resultado? Tanto filhos quanto netos dos “fumantes” apresentaram déficit de atenção, hiperatividade, dificuldade de aprendizado e deficiência de determinados neurotransmissores (moléculas que os neurônios usam para se comunicar entre si). Para compreender melhor essas alterações, os pesquisadores analisaram os espermatozoides dos camundongos machos “fumantes” e observaram alterações genéticas que explicariam todas as alterações cognitivas e comportamentais de F1 e F2.

Essas características apresentadas pelos animais F1 e F2 são consistentes com os sinais clínicos de Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e Autismo (leia mais sobre autismo em: http://www.nanocell.org.br/transtorno-do-espectro-autista-mais-sinapses-e-menos-autofagia/ e http://www.nanocell.org.br/medicamento-usado-contra-cancer-pode-ser-terapia-eficaz-para-autismo/). Apesar de ainda não se poder afirmar que as mesmas alterações ocorrem em filhos e netos de homens fumantes, essa pesquisa destaca a importância de se conscientizar não só as mulheres, mas também os homens (maioria dos tabagistas) de que seu hábito pode se tornar uma verdadeira herança maldita e prejudicar por toda a vida seus filhos e netos (4).

REFÊRENCIAS

(1) Tobacco. Disponível em:< http://www.who.int/en/news-room/fact-sheets/detail/tobacco>. Acesso em: 29/10/2018.

(2) McCARTHY, D.M. et al. Nicotine exposure of male mice produces behavioral impairment in multiple generations of descendants. PLoS Biol. 2018 Oct 16;16(10):e2006497. doi: 10.1371/journal.pbio.2006497. eCollection 2018 Oct.

(3) LEOPERCIO, W.; GIGLIOTTI, A. Tabagismo e suas peculiaridades durante a gestação: uma revisão crítica. J. bras. pneumol.,  São Paulo ,  v. 30, n. 2, p. 176-185,  Apr.  2004 .   Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132004000200016&lng=en&nrm=iso>. access on  29  Oct.  2018.  http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132004000200016.

(4) Nicotine’s Effects Passed On Through Generations of Mice. Disponível em:< https://www.the-scientist.com/news-opinion/nicotines-effects-passed-on-through-generations-of-mice-64951>. Acesso em: 27/10/2018.

admin_cms

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

Anuncie
Seja um parceiro do Nanocell News. Saiba como aqui.

Inscrição Newsletter

Deseja receber notícias de divulgação científica em seu e-mail?

Aqui você irá encontrar as últimas novidades da ciência com linguagem para o público leigo. É a divulgação científica para os brasileiros! O cadastro é gratuito!

Alô, Escolas!

Alô, Escolas! é um espaço destinado ao diálogo com as escolas, públicas e privadas, seus professores e alunos de todas as áreas (humanas, exatas ou ciências) do ensino médio e superior. A seção Desperte o cientista em você traz notícias, dicas de atividades e experimentos para uso em sala. Aqui você encontra também informações sobre a coleção de livros publicados pelo NANOCELL NEWS sobre ciências e saúde, e sobre o Programa Instituto Nanocell de Apoio à Educação.

Edições Anteriores

css.php